whatsapp
Notícias /
Sexta, 14 de junho de 2019, 16h15
| Tamanho do texto A- A+

Levantamento do SPC Brasil aponta queda de -3,93% de inadimplentes em MT

Assessoria de Imprensa

CDL Cuiabá

O número de inadimplentes em Mato Grosso caiu -3,93% em maio de 2019 em relação a maio de 2018. O dado ficou abaixo da média da região Centro-Oeste (1,60%) e abaixo da média nacional (2,26%), além disso, na passagem de abril para o mês seguinte, o número de devedores caiu -2,65%, que representa 30 mil pessoas a menos com restrição no Estado. Na região Centro-Oeste, na mesma base de comparação, a variação foi de 0,30%. É o que revela uma pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil).

De acordo com a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL Cuiabá), atualmente são 1,07 milhões de pessoas inadimplentes em MT, sendo que a abertura por faixa etária do devedor mostra que o número com participação mais expressiva em maio foi o da faixa de 30 a 39 anos (27,24%).

Evolução do número de dívidas

Segundo o SPC Brasil ainda, em maio de 2019, o número de dívidas em atraso de moradores em Mato Grosso caiu -10,62%, em relação a maio de 2018. O dado ficou abaixo da média da região Centro-Oeste (-3,47%) e abaixo da média nacional (- 0,79%). Na passagem de abril para maio, o número de dívidas caiu -1,87%. Já na região Centro-Oeste, nessa mesma base de comparação, a variação foi de 0,76%, sendo que o setor com participação mais expressiva do número de dívidas foram os Bancos, com 34,62% do total de dívidas.

Número médio de dívidas por devedores

Em maio de 2019, cada consumidor inadimplente no Estado tinha em média 1,949 dívidas em atraso. O número ficou acima da média da região Centro-Oeste (1,917 dívidas por pessoa inadimplente) e acima da média nacional registrada no mês (1,875 dívidas para cada pessoa inadimplente).

Para o presidente da CDL Cuiabá, Nelson Soares Junior, a economia brasileira deve melhorar no próximo semestre. “Neste mesmo período no ano passado nós estávamos sofrendo com a greve dos caminhoneiros, que mobilizou muita gente e prejudicou a economia de uma forma geral, desde então, estamos tendo, mesmo que ainda lenta, uma recuperação econômica, até mesmo com as mudanças de governo, e isso nos faz pensar que como nesse ano a realidade é outra, teremos mais emprego, mais renda e menos dividas para o mato-grossense”, disse ele.

Conforme o superintendente da CDL Cuiabá, outros motivos também estão influenciando na queda de devedores. Para ele, um dos motivos é ainda o acesso ao crédito que ainda está restrito e o outro é o comportamento do consumidor que tem procurado realizar as suas compras mais a vista. “A parcela ainda é pequena, mas também já temos consumidores atentos ao cadastro positivo que foi aprovado e que entrará em vigor no mês de setembro. Com o cadastro positivo esperamos uma evolução natural da nossa sociedade no quesito educação financeira, pois com o passar o tempo serão nítidos os benefícios que o bom pagador terá ao realizar suas compras, com isso a economia evolui, assim como as pessoas”, comentou Fábio Granja.

 

 

PARCEIROS

CDL Cuiabá © 2016 - Todos os direitos reservados - (65) 3615-1500

Sistema CNDL