whatsapp
Notícias /
Quinta, 14 de fevereiro de 2019, 13h40
| Tamanho do texto A- A+

Mobilidade urbana é tema de reunião na CDL Cuiabá; 52% dos usuários do transporte público da capital são pagantes

Assessoria de Imprensa

CDL Cuiabá

 

Com objetivo de discutir a mobilidade urbana da capital, diretores da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL Cuiabá) se reuniram na noite desta quarta-feira (13.02) com os vereadores Abílio Júnior, Diego Guimaraes, Felipe Welaton, Marcelo BUssiki e Dilemário Alencar.

Durante o encontro, que aconteceu na sede da CDL Cuiabá, o vereador Diego Guimaraes fez uma apresentação da situação do transporte público da capital. Conforme os dados apresentados por ele, somente no ano de 2017 foram transportados 68.664.151 de passageiros nos serviços de transporte coletivo de Cuiabá. As gratuidades, registradas na catraca representam 10,23% do sistema, em contrapartida 52% de pagantes. Há ainda a não cobrança para usuário estudante, que corresponde a 17,2%, a qual é bancada em 50% com dinheiro público.

Atualmente, a frota total da capital é de 398 ônibus, com média de 6,5 anos e que fazem 92 linhas, sendo um total de 80,5 mil viagens mensais. Deste montante, 65,2 mil ocorre em dias úteis e 15,3 mil nos finais de semana.

Após a apresentação das informações, alguns encaminhamentos foram feitos. A diretoria da CDL Cuiabá se comprometeu em conversar com outras entidades e promover um evento nos próximos dias para discutir o assunto. “Estamos abertos as melhorias para promoção de Cuiabá. O que pudermos fazer para isso podem contar conosco e com nosso apoio”, afirmou o vice-presidente administrativo da CDL Cuiabá, Célio Fernandes, o qual conduziu a reunião.

Segundo Fernandes ainda, o transporte coletivo da capital é de baixíssima qualidade. “São muitos os problemas que os usuários enfrentam, como o calor, ônibus quebrados, atrasos absurdos, que afetam diretamente os funcionários das empresas usuários do sistema, então, nós não podemos deixar de sentar e discutir o futuro. Nós temos uma licitação prevista para o transporte coletivo de Cuiabá e temos que nos preocupar agora, com avanços no novo modelo contratual, para que garanta melhorias efetivas na mobilidade urbana de nossa capital. Nós, empresários, estamos interessados que haja garantias contratuais nesse processo, que efetivamente proporcione melhorias para a população”.

Para o vereador Diego Guimarães para se mudar a realidade do transporte público hoje da cidade, é preciso a participação da sociedade civil organizada, principalmente na fiscalização e nos debates para tomadas de decisão sobre licitação. “Além disso, é preciso a colaboração na divulgação e realização de campanhas para participação popular e elaboração de grupos de trabalho e consultorias que possam subsidiar o processo de concessão do transporte coletivo de Cuiabá, não deixando isso apenas nas mãos do Poder Público”, disse.

Galeria de Fotos:
PARCEIROS

CDL Cuiabá © 2016 - Todos os direitos reservados - (65) 3615-1500

Sistema CNDL