Dólar: R$
whatsapp
Notícias /
Sexta, 27 de dezembro de 2019, 12h48
| Tamanho do texto A- A+

Após pressão de entidades, PL que cria feriado para Dia do Evangélico é retirado de pauta

Assessoria de Imprensa

CDL Cuiabá

Após intensa pressão e mobilização de entidades representativas , o Projeto de Lei, de autoria do Vereador Marcrean Santos (PRTB), que estipula a data de 31 de agosto como Dia do Evangélico e feriado municipal, foi retirado de pauta, no início da sessão extraordinária realizada na manhã desta sexta-feira (27.12), na Câmara Municipal de Cuiabá. Contrários a criação de mais um feriado para capital, entidades se uniram e marcaram presença para cobrar dos vereadores a não aprovação do Projeto.

A proposta chegou a ser colocada em primeira votação, porém, depois de uma pressão das entidades e até de vereadores, foi suspensa e remarcada para a data de hoje, mas o próprio autor do projeto decidiu retirar de pauta.

O vereador Marcrean voltou a insistir que a proposta do feriado, que foi criada em 2015, já existe em vários Estados brasileiros, e até em algumas cidades do interior de Mato Grosso. “O objetivo é para que nessa data, no local, no município ou no Estado, possamos realizar um grande evento em prol da palavra de Deus. Trazendo grandes pregadores e realizando um marco para a nossa capital."

Quando indagado sobre a possibilidade desse feriado ser em um domingo, o vereador alegou que “ No dia de semana você consegue trazer a população para ouvir a palavra de Deus. Não existe feriado no domingo. Eu respeito quem diverge a opinião, mas estou buscando algo que é de direito. Reconheço as opiniões contrárias, quem não é a favor são os evangélicos que tem comércio. Mas eu respeito."

Para o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL Cuiabá), Nelson Soares, a pressão das entidades surtiu efeito. “Como já vinhamos falando, nossa preocupação com a criação desse feriado é com a sociedade. Temos atualmente 150 mil desempregados em Mato Grosso, mais um feriado no calendário, acarretará em impacto negativo no comércio da capital e consequentemente na economia”.

Soares agradeceu a união de todas as entidades e declarou que a luta continua. “Obrigado a todos que puderam participar, em 2020 estaremos juntos novamente lutando pela nossa cidade, pelo nosso comércio e pela nossa sociedade”.

Entidades Presentes

Participaram do manifesto as entidades: CDL Cuiabá, Federação das CDLs de MT (FCDL/MT), Sindicato do Comércio de Tecidos, Confecções e Armarinhos (Sincotec/MT), Associação dos Comerciantes de Materiais de Construção (Acomac), Fecomércio, Federação das Associações Comerciais e Empresariais de Mato Grosso (Facmat), Federação das Indústrias (Fiemt), Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas (Sindmat) e a Associação Comercial e Empresarial (ACC).

 
Galeria de Fotos:
PARCEIROS

CDL Cuiabá © 2019 - Todos os direitos reservados - (65) 3615-1500

Sistema CNDL